(11) 4249-0221 (11) 94797-6909

Sinais da overdose de cocaína: Entenda agora


Sinais da overdose de cocaína: Entenda agora

Os sinais da overdose de cocaína normalmente acontecem quando a pessoa já está com taquicardia e suor excessivo mesmo com consciência. Pupilas altamente dilatadas e a pressão arterial alta. Dor no peito, náusea ou até mesmo o não conseguir segurar o vômito, hiperatividade e confusão.

 

Com um preço acessível a cocaína é a droga disponível em praticamente todas as cidades brasileiras, a coca começa a ficar enraizada na cultura de consumo do Brasil. Seja nas festas, carnavais, finais de semana, churrascos, sexos, grupos e outros. 

Contudo, com uma potência de vício em cocaína é alta, algumas pessoas deixam de consumir a droga de maneira esporádica e passam a fazê-la de maneira rotineira. E isso é perigoso porque pode evoluir para um quadro onde não haja mais controle.

A evolução do uso e o aumento do mesmo tem haver com a tolerância do cérebro, e isso é algo natural, entretanto você pode estar usando muito sem ao menos saber que está, deste modo como saber se você está evoluindo para um quadro de overdose de cocaína?

  • Tolerância

A tolerância é algo inevitável, e sempre vai estar associada à questão da droga, justamente porque é algo natural do seu corpo e está diretamente ligada à questão da química corpórea. Do mesmo jeito que desenvolvemos tolerância a medicamentos, desenvolvemos com relação à narcóticos. Segundo a MSD Manuals o tipo de tolerância ocorre devido a aceleração do metabolismo por conta das enzimas que fazem o processo de metabolização da substância, estarem ativas. Então, não é algo novo para o corpo, ele já está adaptado.

  • Evolução do uso

Além disso, quando você está usando cocaína e já tem tendências – sejam elas genéticas ou somáticas – para que tenha um desenvolvimento circunstancial de apego com a droga, como um comportamento adictivo nas mesma; é interessante ressaltar que provavelmente acontecerá a evolução do uso, e a tolerância também entra na jogada. Mais droga, menos vibe, mais droga.

Deste modo, como saber se você está evoluindo para um quadro de overdose de cocaína? Simplista essa pergunta, tente não usar, em especial um dia que você usa. Neste dia, comece a olhar como você estava há um tempo. Seu físico, organismo, saúde, amigos, vida financeira. Entenda a evolução do uso, se você não conseguiu deixar de usar neste dia, você está encaminhando para um quadro crônico.

  • Perda de controle

Aqui as coisas saem dos trilhos, é quando a pessoa já não sabe mais o que está fazendo e nem o porquê está fazendo isso. Torrando todo o dinheiro, deixando de pagar o que realmente é preciso. Trocando a vida pela droga, não chega a ser um dos sinais da overdose de cocaína, mas é uma prévia de que a droga está destruindo a vida da pessoa e que ela pode chegar no último estágio.

Em como saber se você está evoluindo para um quadro de overdose de cocaína já que seu consumo passa do recreativo esporádico à um descontrolado, onde vale de qualquer recurso para consumir em qualquer horário, você já está evoluindo para um quadro crônico e está há um passo disso?

Pessoas que normalmente apresentam sinais da overdose de cocaína, justamente por conta de um fator, a quantidade e mistura. Indivíduos que compram grandes quantidades ou que misturam a cocaína com o álcool, tendem a ter problemas sérios e incitam um processo de overdose. Justamente por conta do cocaetileno ser um composto que fica mais tempo no organismo e engana o cérebro o intoxica rapidamente, e deixa o corpo do usuário com a falsa sensação de que a “brisa da coca passou”.

O que as drogas estimulantes causam no organismo em casos de overdose

Como as substâncias estimulantes podem aumentar a frequência cardíaca, temperatura do corpo, pressão sanguínea e aceleram a respiração, elas agem de forma contrária as substâncias opressoras.

O uso exagerado dessas substâncias sobrecarrega o organismo ao ponto de quebrá-lo.

Portanto, quando usados de forma excessiva, podem causar:

Convulsão

Quando ocorrem descargas elétricas no cérebro de forma anormal, fazendo com que os músculos reajam relaxando e descontraindo de forma desordenada.

Em decorrência da convulsão, a pessoa pode morrer de forma indireta ou direta, ou seja, se afogando com a saliva, vômito ou sangue ou por sofrer a convulsão em um local perigoso, como no volante do carro, por exemplo.

Ataque cardíaco

O uso de cocaína, por exemplo, é responsável por ¼ dos ataques cardíacos, em pessoas com menos de 45 anos.

Para o coração, o pior cenário acontece quando há consumo simultâneo de álcool e cocaína, pois gera uma substância com nome de cocaetileno, capaz de aumentar os riscos de ataque cardíaco e arritmia em 3x.

Derrames/AVC

O abuso constante de drogas estimulantes pode causar alterações no coração, sangue e artérias colocando jovens entre as pessoas que podem sofrer derrames, coisa que há anos era considerado apenas para idosos.

Tanto o derrame quanto o AVC acontecem pela interrupção da circulação de sangue no cérebro, que pode acontecer por rompimento ou entupimento dos vasos.

Sintomas de overdose por drogas estimulantes

Uma overdose de drogas, por exemplo, LSD ou cocaína, pode causar sintomas como:

  • Confusão mental;
  • Dor no peito;
  • Forte dor de cabeça;
  • Febre;
  • Convulsões;
  • Perda de consciência;
  • Coração acelerado, podendo causar ataque cardíaco;
  • Agitação extrema;
  • Paranoia e;
  • Alucinação.

Sintomas de overdose por medicamentos sem receita

Os sintomas de overdose podem variar de acordo com a droga consumida. O que pouca gente sabe é que remédios com venda livre, por exemplo, o paracetamol e o ibuprofeno, também podem causar overdose. 

Normalmente, acontece quando uma pessoa toma uma dose excessiva com a intenção de tirar a própria vida, afinal, para uma overdose, seria necessário pelo menos 40 comprimidos. O paracetamol em altas doses, por exemplo, causa lesões no fígado. Por conta disso, os sintomas incluem:

  • Vomito ou náusea;
  • Tontura;
  • Convulsão;
  • Desmaio e;
  • Dor forte do lado superior direito do abdômen.

Para que alguém morra com o uso de paracetamol, é necessário tomar mais de 40 comprimidos

O que fazer se presenciar alguém tendo uma overdose?

Ver alguém tendo overdose pode ser desesperador, mas se você souber o que fazer pode salvar uma vida.

Quase perdendo a consciência

Se a pessoa der indícios que está perdendo a consciência ou que vai desmaiar, você deve tentar fazer com que ela continue consciente, por exemplo, conversando com ela, enquanto liga para a emergência e recebe as orientações do atendente, que, provavelmente, enviará uma ambulância ao local.

Sem respirar e inconsciente

Caso a pessoa esteja inconsciente confira se ela respira, caso não esteja respirando, a massagem cardíaca deve ser iniciada imediatamente.

Respirando, mas inconsciente

Confira se a pessoa respira enquanto está inconsciente, caso sim, vire a de lado, corpo e rosto, para que não tenha nenhum problema se precisar vomitar. Fique conferindo a respiração enquanto a emergência chega.

Respi

Entramos em contato

Blog

Clínica de Recuperação em São Bernardo do Campo- SP

Clínica de Recuperação em São Bernardo do Campo- SP

A Clínica de Recuperação Evangélica Instituto Nova Vida unidade de São Bernardo do Campo- SP, investe na qualidade de vida dos pacientes contando

Sinais da overdose de cocaína: Entenda agora

Sinais da overdose de cocaína: Entenda agora

Os sinais da overdose de cocaína normalmente acontecem quando a pessoa já está com taquicardia e suor excessivo mesmo com consciência. Pupilas alt

Clínica de Recuperação em Uberaba- MG

Clínica de Recuperação em Uberaba- MG

A Clinica de Recuperação Evangélica Instituto Nova Vida unidade de Uberaba- MG, investe na qualidade de vida dos pacientes contando também com uma

Ver mais
Aceitamos diversos planos de saúde consulte
Planos de saúde
Podemos Ajudar?